Pedido de oração por colega faz ator cristão ser duramente criticado nas redes sociais
17/03/2018 - 11h19 em Noticia

O ator Chris Pratt se tornou alvo de uma chuva de críticas nas redes sociais após dizer que estava em oração por um colega que quase morreu em decorrência de um ataque cardíaco. A repulsa popular à oração é a mais nova onda de intolerância que circula online.

O diretor, roteirista e ator Kevin Smith usou sua conta no Twitter para revelar que os médicos o disseram que ele poderia ter morrido se tivesse demorado para procurar ajuda médica, já que uma artéria estava obstruída.

“Depois do primeiro show desta noite, tive um ataque cardíaco gravíssimo. O médico que salvou a minha vida me disse que tive 100% da minha artéria descendente anterior esquerda (conhecida como a ‘fazedora de viúvas’) entupida. Se eu não tivesse cancelado o segundo show para ir ao hospital, eu teria morrido hoje. Mas, ao menos por enquanto, ainda estou com os pés no chão!”, escreveu Smith.

De imediato, o cristão Chris Pratt (conhecido por seus papéis em Guardiões da Galáxia e Jurassic World) expressou solidariedade e disse que estava orando pela pronta recuperação do colega: “Estou orando por você e vou continuar a fazê-lo”, escreveu o ator, que em seguida, pediu aos internautas que o seguem que fizessem o mesmo.

“Eu acredito no poder de cura que a oração tem. Vocês podem orar comigo, pessoal?”, questionou Chris Pratt, que passou a ser amplamente criticado por seguidores que desprezam a fé.

“Isso é legal e tudo mais… mas médicos e enfermeiras é que salvam vidas e não orações”, disparou um dos internautas. “Se você quer ajudar, então, na verdade, ajude. Orar é apenas uma maneira de fingir que ajuda, enquanto você não precisa sair do seu conforto”, criticou outro.

A postura de ridicularizar – e rejeitar – a oração diante de adversidades tomou conta das redes sociais nos Estados Unidos após o presidente Donald Trump publicar no Twitter que estava orando pelos familiares das vítimas do atirador da escola na Flórida. Desde então, políticos e figuras públicas que mencionem a oração em suas publicações passaram a ser execrados.

No entanto, a iniciativa de Pratt foi defendida pelo diretor James Gunn, responsável pelos filmes Guardiões da Galáxia: “Acabei de ler o tweet de Chris Pratt para Kevin Smith dizendo que ele oraria pelo amigo e cometi o erro de ler os comentários, muitos dos quais atacam Chris por ter dito que ele oraria. Eu acho que as pessoas não entendem a motivação dos ‘pensamentos e orações’ e acabam reagindo assim”, comentou o cineasta.

Em outros oito tweets sobre o assunto, Gunn foi além, dizendo que “ninguém espera que Chris Pratt tire os médicos do caminho e realize por conta própria a cirurgia cardíaca em Kevin Smith. Kevin também não precisa de Chris para pagar suas contas médicas. Então eu acho que as orações de Pratt são apreciadas, como sendo o que ele pode fazer no momento”, concluiu.

FONTE: https://noticias.gospelmais.com.br/pedido-oracao-colega-ator-cristao-criticado-95709.html

 

 

 

COMENTÁRIOS